quinta-feira, 2 de junho de 2011

Dia Internacional das Prostitutas.

Hoje para quem não sabe,é o Dia Internacional das Prostitutas,e aproveitando a data,vou postar aqui as  
mas famosas das novelas.Se por acaso me esquecer de alguma,é só me avisarem que depois eu atualizo.




Na novela "Roque Santeiro" (1984), Cláudia Raia foi uma das primeiras a interpretar prostitutas. Com seu cabelo bufante, ela viveu a personagem Ninon, uma dançarina carioca que vai para o interior trabalhar na boate Sexus.

Claudia Raia,a Ninon.
Gente,me fala, que cabelo é esse???




Ana Paula Arósio ficou marcada pela personagem Hilda Furacão, a protagonista da minissérie que levava seu nome, em 1998. A obra é baseada no livro homônimo de Roberto Drummond, que conta a história de Hilda Müller, uma moça de boa família de Minas Gerais da década de 1950 que decide largar tudo para se tornar uma das mais famosas prostitutas.

Ana Paula Arósio,a Hilda Furacão.
Eu adoro a cena em que ela entra no bordel vestida de noiva.




Como era na novela das seis, Ester Delamare, personagem de Malu Mader em "Força de um Desejo" (1999), era uma prostituta discreta. Dois anos depois, no filme "Bellini e a Esfinge", baseado no livro homônimo de seu marido, Tony Belloto, Malu voltou a interpretar uma garota de programa. Dessa vez ela encarnou Fátima.

Malu Made,a Ester Delamare.
Eis ai uma "prima" muito chique!




Em "Laços de Família" (2000), Giovanna Antonelli interpretou a universitária e garota de programa Capitu. Com o dinheiro, ela sustenta o filho de 1 ano e seus pais. Capitu foi inspirada em uma reportagem do jornalista Gilberto Dimenstein publicada no jornal "Folha de S. Paulo", que falava do grande número de prostitutas em faculdades do Rio de Janeiro e de São Paulo.
 

Giovanna Antonella, a Capitu.
Sei não,mas acho a Jade muito mais perva que a Capitu!!




Em "Porto dos Milagres" (2001), Luiza Tomé deu vida à cafetina Rosa Palmeirão. A personagem fez tanto sucesso que um livreto de cordel, "ABC da Rosa", foi criado pela produção da novela.

Luiza Tomé,a Rosa Palmeirão.
Eu tinha uma flor igual a dela.




A francesa Justine, personagem vivida por Gabriela Duarte em "Esperança" (2002), só foi criada porque o autor, Benedito Ruy Barbosa, se afastou da novela por problemas de saúde, a partir do capítulo 149. Walcyr Carrasco, que o substituiu, quis criar mais personagens na trama — entre eles a prostituta.





Gabriela Duarte,a Justine.
Tããããooo sem graça!




Para discutir o problema do tráfico de mulheres, em "Belíssima" (2005), a atriz Maria Flor viveu a personagem Taís Junqueira, que aceita um convite para virar bailarina na Grécia, mas acaba sendo obrigada a trabalhar como prostituta.

Maria Flor,a Taís Junqueira.
Acho que esta Taís tinha que ter algumas aulas de "pervisse" com a Aline.




A interpretação de Francisbel dos Santos, a Bebel, feita por Camila Pitanga, fez com que a garota de programa caísse no gosto do público. Ela foi uma das personagens mais populares de "Paraíso Tropical" (2007).

Camila Pitanga,a Bebel.
Esta tinha "catiguria".




Deborah Secco é uma das recordistas em interpretar prostitutas. Na novela "Paraíso Tropical", a atriz fez uma participação especial como Betina, uma garota de programa do Rio de Janeiro. Já em "A Favorita" (2008), ela foi Maria do Céu, uma retirante nordestina que se torna prostituta no Rio de Janeiro. 


Deborah Secco,a Betina e depois a Maria do Céu.
Faltou ai a Bruna Surfistinha,mas como não é novela não coloquei.






Várias personagens bacanas,mas minha preferida sem dúvida é a Bebel.



4 comentários:

lina disse...

CONCORDO com vc amiga de todas Bebel e a melhor. Essa realmente tinha catiguria kkkkkk.

niquesal disse...

Ui...Ui..Ui...

Parece que vc não esqueceu nenhuma...

rsrsr....

Bjuxxxxxxx

niquesal disse...

A Bebel realemnte foi marcante né?!

Quando vi o título do post eu logo lembrei dela...

;D

bJUXXXXX

Eli disse...

Lina,ela tinha muita "CATIGURIA".kkkkk


Nique,que bom que conseguiu voltar.Até que enfim né?!kkkkkkkkkkk